+

Solidariedade e Nucleação

Os docentes do PBF desenvolvem de forma vocacional o item solidariedade emprestando sua experiência a instituições mais carentes e contribuindo com os cursos de graduação da UEM e de outras instituições maringaenses, bem como com a educação Básica. A seguir são descritos os principais indicadores:

1) INDICADORES DE NUCLEAÇÃO

O PBF tem trazido importante contribuição para a comunidade regional, pois é visível grande melhoria na capacitação de pessoal para atuar em ensino superior e pesquisa, uma vez que vários docentes oriundos de instituições públicas e privadas da região buscaram o programa para sua capacitação. Além disto, é claro o bom desempenho que os egressos do PBF têm mostrado, pois muitos dos titulados têm sido aprovados em testes seletivos para atuarem como docentes em instituições privadas e públicas.

Mesmo sendo um programa de Pós-Graduação que ofereceu até 2011 apenas Curso de Mestrado, o PBF tem trazido importante contribuição para a comunidade regional, pois é visível grande melhoria na capacitação de pessoal para atuar em ensino superior e pesquisa, uma vez que vários docentes oriundos de instituições públicas e privadas da região buscaram o programa para sua capacitação. Além disto, é claro o bom desempenho que os egressos do PBF têm mostrado, pois muitos dos titulados têm sido aprovados em testes seletivos para atuarem como docentes em instituições privadas e públicas do Paraná e de outros estados. Não temos ainda egressos do Curso de Doutorado que teve início em março de 2012.

Foram titulados 20 mestrandos em 2010, 34 em 2011 e 18 em 2012, totalizando 72 egressos. Destes:

-47 (65,3%) estão no setor acadêmico (29 cursando doutorado, 1 realizando pós-doutorado e 17 na docência em nível superior);

-14 (19,4%) estão em órgãos governamentais;

– 6 (8,33%) estão no setor privado da saúde 2 (2,8%) são docentes de curso técnico ou ensino fundamental, 1 (1,4%) está cursando nova graduação e 1 (1,4%) não conseguimos obter informações.

Ainda, dentre os 17 mestrandos que defenderam em dezembro de 2013, 4 (23,5%) já estão cursando doutorado.

2) OS LABORATÓRIOS LIGADOS AO PBF são referência para profissionais de instituições públicas e privadas da região, que buscam familiarização com metodologias aprimoradas e atualizadas. Solicitam estágios e participam de intercâmbios, treinamentos e projetos.

3) REALIZAÇÃO DO SIMPÓSIO ANUAL DE BIOCIÊNCIAS APLICADAS À FARMÁCIA

Tradicionalmente este evento anual tem como um dos objetivos principais a divulgação das dissertações/teses para acadêmicos de graduação da UEM e de outras instituições Maringaenses, como um “despertar científico”.

A quinta edição do evento teve como tema principal a importância da Internacionalização do Programa, com palestras nacionais e internacionais. A inovação foi á oficialização do caráter internacional do evento, que passou a ser designado: “V SIMPÓSIO DE BIOCIÊNCIAS APLICADAS A FARMÁCIA – I International Meeting of Biosciences and Pathophysiology”. Ainda, o evento teve apoio financeiro da CAPES.

O Simpósio foi realizado nos dias 15 a 18 de setembro de 2014, contando com 156 participantes. A programação contemplou conferências de pesquisadores convidados e apresentação oral por parte dos pós-graduandos com defesa de dissertação prevista para dezembro/2014 e de doutorandos com qualificação prevista para final de 2014 a início de 2015.

A avaliação final foi muito positiva, sendo que além dos pós-graduandos do programa, participaram ainda vários profissionais da área da saúde, especializandos, docentes, pós-doutorandos e GRADUANDOS DA UEM E DE OUTRAS INSTITUIÇOES DE ENSINO SUPERIOR DE MARINGÁ (como UNINGÁ, CESUMAR e PUC). O Evento contou com palestrantes internacionais, propiciando também aos acadêmicos de graduação a experiência e contato com a pesquisa/pesquisadores de elevado nível internacional.

4) OS RECURSOS FINANCEIROS OBTIDOS PELOS DOCENTES DO PROGRAMA PELA APROVAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA em editais das Agências de Fomento (CAPES, CNPq, FINEP, Fundação Araucária, etc) melhoram a infraestrutura da Universidade e consequentemente dos Cursos de Graduação, que passam a ter contato com técnicas e equipamentos que somente se tornaram realidade devido aos projetos de pesquisa/dissertação/tese desenvolvidos no Programa.

5) ORIENTAÇÃO DE UM GRANDE NÚMERO DE ACADÊMICOS DE GRADUAÇÃO em Projetos de Iniciação Científica com ou sem bolsa (PIC, PIBIC, PET e outras) por docentes do programa.

Todos os docentes permanentes do programa (n=15) orientaram acadêmicos em projetos de pesquisa e/ou extensão.

A orientação de 54 graduandos em projetos com ou sem bolsas (PIBIC, PIC, PET e outras) por docentes do programa em 2013 ao mesmo tempo em que detecta precocemente novos potenciais para a pós-graduação “stricto sensu”, estabelece integração entre graduação e pós-graduação. Esta integração refletiu ainda na participação de acadêmicos de graduação nas 251 comunicações em congressos/eventos (que incluíram apresentação de trabalhos e publicação de resumos simples, resumos expandidos ou trabalhos completos em anais de evento ou de revistas científicas), com grande participação de alunos da graduação.

6) ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO de cursos de Graduação

Os docentes do PBF atuam na orientação de trabalhos de conclusão de cursos de graduação (TCC), bem como na participação de bancas de defesa dos mesmos.

7) PARTICIPAÇÃO E ORIENTAÇÃO DE ACADÊMICOS DE GRADUAÇÃO em PROJETOS DE EXTENSÃO universitária

Dentre os 54 acadêmicos de graduação orientados pelos docentes do programa, 7 foram orientados em projetos de extensão ou ensino da UEM, todos com bolsa da própria instituição.

8) Desenvolvimento de VÁRIAS ATIVIDADES RELACIONADAS À POPULARIZAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO e INTERFACES COM A EDUCAÇÃO BÁSICA

a) Foi criado em conjunto com os Pós-Graduandos do PBF o blog do Museu Dinâmico Interdisciplinar e foi construído um texto de divulgação científica coletiva, publicado neste blog durante o ano de 2013 e disponível em: http://museudinamicointerdisciplinar.wordpress.com/

b) O PBF PARTICIPOU DA PROGRAMAÇÃO DA XI SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM 2013 E 2014, em parceria com a SETI e CNPq. O evento envolveu 40 horas de programação local integradas ao tema nacional. Cerca de 200 pessoas foram diretamente beneficiadas a cada ano com o evento, especialmente da Educação Básica. (http://www.mudi.uem.br/index.php/eventos-sp-296426859/120-2013/597-semana-ciencia-tecnologia).

c) O PBF PARTICIPOU DA II SEMANA NACIONAL DO CÉREBRO COM A ORGANIZAÇÃO DO II CICLO DE PALESTRAS CÉREBRO E MENTE: DO COTIDIANO À ARTE quando foram realizadas oito palestras durante cinco períodos, totalizando 20hs de programação e participação de cerca de 80 pessoas, especialmente estudantes de graduação e professores da Educação Básica.

d) O PBFPARTICIPOU DA ORGANIZAÇÃO, REALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA II E III FEIRA DE CIÊNCIAS E INOVAÇÃO (II FICIENCIASwww.ficiencias.org.br) realizada em Foz do Iguaçu com a INTEGRAÇÃO ENTRE O BRASIL, PARAGUAI E ARGENTINA. Neste evento, estudantes de ensino médio apresentaram resultados de pesquisas realizadas nos colégios. A mestranda do PBF Suellen Lais Vicentino ministrou oficina prática neste evento e, juntamente com a mestranda Aline Rosa Trevisan, participaram como avaliadoras dos trabalhos científicos, contribuindo de forma significativa para seu aprimoramento e estímulo a novos cientistas.

e) EVENTO II MOSTRA DE CINEMA E DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA em que os 23 mestrandos e doutorandos do PBF elaboram, organizam, executam e debateram em um evento de extensão. Em 2013 envolveu 45 participantes da comunidade, especialmente professores da educação básica.

f) EVENTO: MOSTRA DE POPULARIZAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO EM BIOCIÊNCIAS APLICADAS À FARMÁCIA, QUE ESTÁ EM SUA TERCEIRA EDIÇÃO, atendeu em 2013 cerca de 500 pessoas na Feira Livre da cidade de Maringá/PR. Neste evento, cada pós-graduando desenvolveu metodologias didáticas de abordagem dos temas envolvidos em suas dissertações e teses para apresentação ao público em geral. Este evento é um marco de integração da pós-graduação com a educação básica e a população em geral.

g) ENTREVISTAS, MESAS REDONDAS, PROGRAMAS E COMENTÁRIOS NA MÍDia

Em 2013 foram concedidas 8 entrevistas em programas de rádios por docentes permanentes, como a seguir:

DEBORA DE MGO SANT’ANA

1) Cérebro e Musica, 09/05; Entrevista concedida ao programa Questão de Classe da Rádio CBN Maringá.

2) Depressão Sazonal, 24/06;  Entrevista concedida ao programa CBN Saúde da Rádio CBN Maringá.

3) O cérebro prefere música clássica; Entrevista concedida a Carla Guedes e publicada na edição de domingo 05/05 do Jornal O Diário do norte do Paraná, no caderno A5.

4) Plasticidade Cerebral;  25/03, Entrevista concedida ao programa CBN Saúde da Rádio CBN Maringá

5) Semana Nacional do Cérebro, Entrevista concedida por telefone ao Jornalista Ronaldo Nezo da CBN Maringá em 04/03, divulgando a Semana Nacional do Cérebro e as atividades desenvolvidas na UEM neste evento.

6) Ciência ainda precisa descobrir os segredos da mente, 13/03; Programa Vida & Saúde da Rádio CBN Maringá

MARCIA EL CONSOLARO

1) HPV. Rádio CBN Maringá, Programa CBN Saúde, em 10/06/2013

2) HPV no sêmen.  Rádio UEM- Universitária FM 106.9 MHZ, Programa Socializando o conhecimento científico, em 13/11/2013

 

h) MINICURSOS E PALESTRAS MINISTRADAS PELOS DOCENTES PERMANENTES

Em 2013 foram ministradas 24 Palestras e 26 minicursos/cursos por docentes do programa.